Ocorreu na cidade francesa de Le Havre, França, uma actividade para divulgar os vinhos, turismo e cultura do Douro e Trás-os-Montes

Foi desenvolvido pela Associação de Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR), uma actividade no porto francês de Le Havre, a bordo do navio escola Sagres.

De acordo com Alberto Tapada, dirigente da AETUR, a ação promocional em França teve como objectivo apostar num “conjunto de mercados da Europa do Norte que se apresentam como prioritários para o turismo português”.

No ano de 2016 a França foi um dos principais países emissores de turistas para Portugal.

A actividade aconteceu através de uma parceria estabelecida com a Armada Portuguesa.

O evento ocorreu a bordo do navio escola Sagres está no porto francês a participar no evento “Les grandes voiles du Havre” (As grandes velas de Le Havre), estiveram presentes operadores turísticos e agentes comerciais pertencentes às áreas do turismo e agroalimentar, os quais foram convidados a conhecer os produtos e ofertas turísticas organizadas de cerca de 200 empresas e entidades transmontanas e durienses.

Estes operadores representarão vários países e “possibilidades bem distintas no que se refere à promoção do Douro e Trás-os-Montes em diferentes mercados, nomeadamente na França, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo, Holanda e Inglaterra”.

A ação promocional integrada incluiu a divulgação, apresentações técnicas e a degustação de produtos portugueses, como o bacalhau e o pastel de Belém, mas sobretudo os vinhos e azeites do Douro, o mel, enchidos, azeites, as compotas da Puri e a pasta de castanha das Terras de Trás-os-Montes e até, as iguarias gastronomias de Vila Real, como as cristas de galo e os covilhetes.

A bordo também esteve presente uma exposição de fotografias que revelaram território português através de fotografias. A iniciativa contou com a parceria do Museu do Douro.

Segundo a organização, estimou que, por dia, o veleiro português recebeu a visita de cerca de 10 mil pessoas.

Além da AETUR se juntou a delegação portuguesa em agosto de 2017, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, as comunidades intermunicipais do Douro e a de Terras de Trás-os-Montes, as autarquias de Vinhais e Sabrosa, operadores turísticos e empresas da região.

Essa actividade de internacionalização tem características em comum, ao projecto e-DOURO_EXP desenvolvido actualmente pela Associação Europeia de Cooperação Territorial Duero-Douro, que tem como principal objectivo, ajudar os empresários do sector agroalimentarios e de turismo do território da AECT, a aumentar suas exportações através das vendas.

Escrito por Noticias ao Minuto e editado na AECT Duero-Douro.

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *